13 out
Valores de multas atualizados em 2016

Valores de Multas Atualizados em 2016

Além da preocupação que todos devemos ter com a segurança e a boa convivência no trânsito, os condutores de veículos automotivos devem ficar atentos aos novos valores de multas atualizados este ano, com medidas que tornam mais rígidas as punições pela legislação de trânsito.

O Código Brasileiro de Trânsito (CTB) prevê algumas mudanças na legislação, entre elas o aumento dos valores das multas aplicadas aos motoristas para determinadas infrações de trânsito, além dos pontos que se acumulam na carteira de motorista dos infratores..

Essas novas regras começam a vigorar em novembro de 2016, 180 dias após a publicação da lei no Diário Oficial, que ocorreu no dia 05/05/2016. Confira os valores de multas atualizados e redobre a sua atenção para não sofrer nenhuma dessas penalidades.

Novos valores de multas aplicadas por infrações de trânsito

Infração leve – de R$ 53,20 para R$ 88,38 (3 pontos)

Exemplo: Conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório de acordo com o código de trânsito é uma infração leve.

Infração média – de R$ 85,13 para R$ 130,16 (4 pontos)

Exemplo: Ter seu veículo imobilizado na via por falta de combustível é considerado como infração média.

Infração grave – de R$ 127,69 para R$ 195,23 (5 pontos)

Exemplo: Não prestar socorro à vítima de acidente de trânsito quando solicitado por agentes e autoridades é uma infração grave.

Leia também:  Como agir em caso de batidas no trânsito

Gravíssimas – de R$ 191,54 para R$ 293,47 (7 pontos)

Usar o celular no volante agora é uma infração gravíssima!
Exemplo: Falar ao celular, que era considerada uma falta média, passa a ser infração gravíssima. Além disso, foi incluída a proibição do condutor utilizar o equipamento enquanto estiver na direção, seja mandando mensagens de texto ou navegando pelas redes sociais, não se restringindo às ligações telefônicas.

Outras mudanças importantes na legislação de trânsito

Excesso de peso

O CTB estabelecia antes das mudanças que, conforme o volume excedente de peso, fosse pago um adicional à multa calculada em UFIR (Unidade Fiscal de referência). Com a nova regra, ficou mais fácil a compreensão por parte dos condutores. Quem for pego cometendo esta infração deverá pagar R$ 130,16, pois trata-se de uma infração média, mais a sanção referente à carga excedente.

Vagas destinadas a pessoas com deficiência

Vagas destinadas a pessoas com deficiência

Quem estacionar nesses lugares de maneira irregular estará cometendo uma falta gravíssima com multa de R$ 293,47 e 7 pontos, além de ter seu veículo removido do local.

Teste para detecção de consumo de álcool e drogas

O motorista que, após determinação das autoridades de trânsito, se negar a fazer o teste de bafômetro, perícia ou exame clínico para detecção de consumo de álcool ou drogas, tendo se envolvido em um acidente, terá cometido uma infração gravíssima. O valor da multa terá um acréscimo de dez vezes: será de R$ 2.934,70 e o motorista perderá o direito de dirigir por um ano. E vale lembrar que, se o condutor pego nesta mesma infração menos de 12 meses depois, a multa dobra, chegando a R$ 5.869,40.

Leia também:  Vícios ao volante: conheça os 5 mais comuns e como evitá-los

Conscientização é o mais importante

De acordo com o diretor do Detran, Leonel Feitosa, na ocasião da publicação das mudanças na CTB no Diário Oficial, ainda falta aos condutores uma real consciência dos riscos que envolve conduzir um veículo automotor. Leonel citou o desrespeito à Lei Seca:

“A Lei Seca é pesada, a pessoa corre risco de ser presa, mas mesmo assim ainda existem pessoas que dirigem embriagadas. Nada tem o efeito que queremos se não houver consciência do motorista, porque vão continuar com as mesmas infrações. Vai doer no bolso, mas se não tiver consciência ao volante, não adianta. Enquanto a maioria das pessoas não se conscientizar de que conduzir um veículo automotor requer extrema responsabilidade e todos os cuidados possíveis, ainda vamos ver absurdos e desrespeitos às leis ocorrerem no trânsito.”

Uma legislação de trânsito mais rígida é muito importante, bem como a aplicação de multas para doer no bolso do infrator. No entanto, nada substitui a conscientização que cada motorista deve praticar no dia a dia, que é o que realmente faz toda a diferença. Neste sentido, existem iniciativas como a Multa Moral, que visam trabalhar a noção do papel de cada um no trânsito e sua consciência a respeito disso, ao invés de uma penalidade que faça doer apenas no bolso.

Leia também:  Código Brasileiro de Trânsito completa 18 anos de idade

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe com os seus amigos para que eles também fiquem por dentro das alterações dos novos valores de multas atualizados em 2016!

E siga os perfis da Unidas Seminovos nas redes sociais para não perder nenhuma das nossas atualizações:

Você também pode gostar de:

Sobre o autor

avatar
Seminovos com garantia de procedência, quilometragem verificada e veículos de único dono. Os melhores seminovos da cidade!

mensagens do autor

Leave a Comment