3 ago
Passo a passo: como fazer a transferência de documento de carro?

Passo a passo: como fazer a transferência de documento de carro?

Comprar e vender veículos usados é uma prática comum da maioria dos brasileiros e, tendo em vista a alta de preços devido à crise financeira que temos passado nos últimos tempos, esse é um hábito que tende a aumentar. A aquisição ou venda de um veículo usado carece de alguns cuidados, como: revisar a parte mecânica, verificar a existência de débitos e, principalmente, transferir a documentação do veículo ao novo proprietário da forma devida.

Para não errar nessa transferência, o nosso post de hoje traz tudo que você precisa saber na hora de passar o veículo para o seu nome ou para o novo proprietário. Vamos lá!

Onde deve ser feita a transferência de documento de carro?

Para que todos os documentos do veículo sejam transferidos é necessário buscar o Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA) presente em sua cidade ou no local que atende o seu município. O Centro de Registro deve ser procurado obrigatoriamente em até 30 dias após a compra.

Qual é a documentação necessária para a transferência?

Para que a transferência de documento de carro seja feita, é necessário levar ao CRVA os seguintes documentos:

  • CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo);
  • documentos fornecidos pelo antigo proprietário que comprovem o pagamento de todos os impostos, tributos e taxas do veículo (IPVA, seguro obrigatório, multas, licenciamento etc.);
  • decalque do chassi do veículo;
  • cópia da carteira de identidade e do CPF;
  • comprovante de residência;
  • CRV (Certificado de Registro de Veículo) fornecido pelo antigo proprietário, em que conste o nome do comprador e o preço de compra.
Leia também:  25 de setembro - Dia Nacional do Trânsito

Lembrando que todos os documentos fornecidos pelo antigo proprietário deverão estar com firma reconhecida em cartório.

É necessário levar o veículo ao Centro de Registros?

Uma das etapas da transferência do veículo é a vistoria realizada pelo próprio Detran, que é feita logo após a entrega da documentação. O local da vistoria normalmente está anexo aos guichês de atendimento do Centro de Registros, portanto é necessário sim que o veículo esteja presente no dia, a fim de a transferência ser realizada o quanto antes. O processo costuma ser ágil, e o novo dono do veículo costuma receber o CRV e o CRLV no mesmo dia.

É necessário pagar alguma taxa?

Assim que o processo é aberto junto ao Centro de Registros de Veículos Automotores, são emitidos alguns boletos que variam de preço dependendo da cidade onde você reside. As taxas a serem pagas nesse caso são:

  • taxa de transferência de veículo;
  • taxa de vistoria lacrada;
  • taxa de vistoria do órgão de trânsito;
  • taxa de vistoria do veículo no órgão de trânsito.

Com todos os documentos devidamente apresentados, vistoria realizada, taxas pagas e documento em nome do novo comprador, é hora de aproveitar a nova aquisição ou a grana conquistada pela venda do seu antigo carro. A transferência de documento de carro é importantíssima, principalmente no que diz respeito ao seguro automotivo. Caso o carro não esteja em seu nome, você não consegue receber a indenização em caso de acidente ou roubo, o que pode gerar longas batalhas judiciais.

Leia também:  Entenda o que indicam as luzes de alerta do painel do seu carro

Quer receber mais conteúdos como esse? Então não deixe de nos seguir no Twitter e no Facebook para não perder nenhuma atualização do blog Seminovos News!

Você também pode gostar de:

Sobre o autor

avatar
Seminovos com garantia de procedência, quilometragem verificada e veículos de único dono. Os melhores seminovos da cidade!

mensagens do autor

Leave a Comment