Created with Snap
financiamento

Financiamento para comprar um carro é vantajoso? Veja como avaliar!

Seja por vontade de satisfazer um desejo, seja pela necessidade, comprar um carro é um objetivo almejado por inúmeras pessoas ao longo de suas vidas. Entretanto, é preciso ter cautela para conseguir conquistar o veículo desejado de maneira que não gere prejuízo ao orçamento pessoal.

Nesse sentido, o financiamento para carro pode ser uma boa saída. Mas é importante ter ciência de algumas informações antes de financiar esse tipo de compra. Pensando nisso, vamos explicar quais as principais formas para fazer um financiamento, bem como as informações que precisam ser levadas em conta para que ele seja feito de forma inteligente e vantajosa. Acompanhe o texto para saber mais!

Como funciona um financiamento para carro?

Antes de mais nada, é importante compreender o que é e como funciona um financiamento para carros. De maneira geral, financiar significa solicitar determinado valor em crédito junto a uma instituição financeira, como um banco. Essa instituição avaliará as condições e o histórico financeiro de quem deseja ter acesso ao crédito e, a partir disso, poderá liberar o valor para ser utilizado. Quem usa o financiamento, por sua vez, fica comprometido a quitar esse valor, acrescido de juros e taxas, em parcelas periódicas.

Dessa forma, quem opta por realizar um financiamento precisa estar ciente das condições para que não seja surpreendido com o valor a ser pago. Para saber com precisão o valor das parcelas, bem como o valor final a ser pago, é possível realizar uma simulação na Calculadora do Cidadão.

Quais os tipos de financiamento?

É válido notar que existem diferentes planos de financiamento, cada um deles apresentando características próprias. Entender essas diferenças é importante para conseguir escolher o modelo que seja mais adequado às suas necessidades. A seguir, explicamos as modalidades mais comuns de financiamento para carro:

Leia também:  Como Avaliar a Quilometragem do Carro Seminovo Antes de Comprar?

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

O financiamento realizado por meio do CDC ocorre quando o consumidor realiza um empréstimo em um banco para comprar determinado carro. Nessa modalidade de financiamento, o veículo fica sob a posse do comprador, ou seja, ele pode utilizá-lo em seu cotidiano, para suas atividades de trabalho e lazer normalmente.

Contudo, em termos legais, o carro fica alienado à instituição financeira, ou seja, o veículo não pode ser negociado com mais ninguém enquanto todas as prestações não forem quitadas.

Geralmente, esse financiamento tem início por meio do contato entre o consumidor e o banco, sem o intermédio da loja vendedora do veículo (concessionária). Por conta desse contato direto, o consumidor pode negociar as taxas de juros que serão pagas. Uma vez fixadas no início do contrato, elas não podem mais ser alteradas, o que garante tranquilidade na previsão dos gastos.

Leasing

O leasing, ou arrendamento mercantil, tem características diferentes do CDC. Nessa modalidade, determinada instituição financeira que trabalhe com leasing compra o carro e permite o aluguel para o consumidor por um determinado período. Dessa forma, o cliente paga pelo aluguel do veículo.

O processo geralmente ocorre por meio da escolha do carro que o consumidor deseja adquirir, acertando com o banco se haverá ou não a necessidade de uma entrada, bem como as condições e taxas que serão fixadas no contrato. Uma vez calculado o valor do leasing, a financeira é quem pagará pelo carro, enquanto aluga ele para o cliente, que pagará uma espécie de mensalidade.

Nessa modalidade de financiamento, o cliente pode comprar o veículo da financiadora a qualquer momento do período contratado. Se ao final do prazo o veículo não for comprado, ele retornará ao banco. Caso o cliente tenha a intenção de continuar com o veículo, mesmo sem comprá-lo, é possível renovar o contrato.

Leia também:  4 principais dicas para economizar combustível

financiamento

Como saber qual o financiamento mais adequado?

Agora você já sabe quais as formas mais comuns de financiamento para veículos. Existem diversas vantagens em fazer um financiamento para carro, mas é importante considerar determinadas questões para conseguir negociar de forma segura. Confira nossas dicas a seguir:

Faça uma programação financeira

Para conseguir boas condições de financiamento, é fundamental ter um valor destinado à entrada, pois isso facilita todo o processo. Quando o cliente apresenta uma boa quantia a ser paga no início da negociação, a empresa financiadora poderá oferecer melhores condições, pois haverá dinheiro em caixa desde o começo, aumentando a relação de confiança e diminuindo as taxas de juros.

Para dar uma boa entrada, é importante ter paciência e programar seus gastos. Por isso, caso não tenha urgência na compra do carro, procure organizar-se financeiramente para ter um valor acumulado que possa ser utilizado na entrada.

Pesquise a taxa de juros em diferentes instituições

Existem diversas instituições que oferecem o financiamento para carro. Portanto, compensa pesquisar em todas elas para saber quais condições serão oferecidas na negociação. Conhecendo as diferentes possibilidades, você poderá negociar melhores taxas e um bom número de parcelas.

Calcule o valor total do financiamento

É comum que, quando falamos em financiamento para carro, as taxas de juros sejam uma das características de maior destaque. Contudo, existem outros fatores que precisam ser considerados na hora de financiar um veículo. Além dos juros, incidem também taxas e impostos. Por isso, é importante analisar o Custo Efetivo Total (CET), que leva em consideração os custos extras.

Quando é vantajoso financiar?

Se levarmos em conta apenas os valores, é sempre mais vantajoso comprar um carro à vista, pois o valor será menor. Contudo, nem sempre as condições permitem que a compra seja realizada dessa maneira. Por isso, é importante considerar alguns pontos para saber se vale mais a pena comprar à vista ou financiar um carro. Algumas questões podem ser levantadas, como:

  • Urgência da aquisição: é necessário adquirir imediatamente o carro ou é possível aguardar? Se o carro é mais um desejo do que uma necessidade, talvez seja interessante fazer um planejamento financeiro para comprá-lo a vista em médio ou longo prazo;
  • Dinheiro em caixa: caso você tenha o valor necessário para pagar o veículo à vista, pode ser uma boa ideia comprá-lo dessa forma, conseguindo descontos e saindo da concessionária com ele já em seu nome;
  • Reserva de emergência: o dinheiro que você tem guardado será suficiente para comprar à vista e ainda sobrar uma reserva de emergência? Se tiver que gastar todo seu dinheiro com a compra, talvez não seja prudente fazê-la à vista.
Leia também:  7 dicas essenciais de direção segura para garantir sua proteção

Ter um carro é importante por diversos motivos. Seja para realizar um sonho, seja por uma questão de necessidade, fazer um financiamento para carro pode ser uma boa forma de conseguir alcançar seus objetivos. Contudo, como foi possível notar ao longo do artigo, é necessário conhecer as condições de financiamento e considerar a sua situação e perfil para fazer o melhor negócio possível. Portanto, considere nossas dicas e escolha com sabedoria!

E então, já havia pensado sobre esses detalhes na hora de financiar um veículo? Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, escreva aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2021 Blog Unidas Seminovos - Todos os direitos reservados