Created with Snap
revisão do carro

O que observar ao realizar uma revisão do carro? Confira!

Não há nada mais estressante para um motorista do que o surgimento de algum problema inesperado com o carro, fazendo com que ele interrompa o seu trajeto por isso, não é mesmo? Daí a importância das manutenções e da revisão do carro, que evitam esse tipo de situação.

O fato é que a maioria dos proprietários deixa para se preocupar quando o problema já se instalou e o veículo começa a apresentar problemas. Nesse caso, é bem comum que os danos sejam maiores e os custos mais altos que os previstos no orçamento.

Neste artigo, vamos explicar a importância de uma revisão periódica e os principais itens que devem ser observados no veículo. Continue a leitura e confira!

Qual é a importância de fazer a revisão do carro periodicamente?

Além da tranquilidade que significa para o motorista saber que o carro foi revisado, essa medida garante a preservação das peças e sistemas do carro. Quando, por exemplo, o carro roda com o óleo vencido, ocorre um atrito demasiado entre as peças internas, podendo provocar desgaste excessivo.

Outro exemplo que pode ajudar a entender sobre a importância da manutenção é em relação aos filtros de ar, cuja função é impedir que impurezas penetrem no motor. O fato é que em um curto espaço de tempo, isso pode contribuir para o entupimento de algumas válvulas.

O que deve ficar claro é que a revisão do carro evita que ocorram problemas que, com o tempo, podem causar uma pane no veículo. O pior é que, na maioria das vezes, quando você percebe o estrago já foi feito, e os custos, geralmente, são bem altos.

De quanto em quanto tempo é preciso fazer a revisão do carro?

A revisão do carro deve ser feita, em geral, a cada seis meses ou a cada 10 mil quilômetros rodados, dependendo de alguns fatores. No entanto, o indicado é consultar o manual do proprietário, no qual constam todas as informações acerca do veículo, inclusive a periodicidade da revisão.

Leia também:  Veículo muito tempo parado: quais cuidados devem ser tomados?

Vale ressaltar que, mesmo que o carro fique por um longo período parado, ainda assim é imprescindível que ele passe por uma revisão. Alguns componentes têm um curto tempo de validade, como é o caso do óleo do motor que, se continuar a ser usado, pode provocar algum dano.

Por outro lado, é preciso que veículos usados de forma intensa (como no caso dos carros de frotas) tenham suas revisões menos espaçadas, já que suas peças e sistemas são submetidos a um desgaste bem maior. Nesse caso, o motorista deve ficar atento aos prováveis sinais de desgaste, como pneus trepidando que sinalizam problemas no balanceamento, entre outros.

revisão do carro

Quais os cuidados diários que o motorista deve ter com o automóvel?

Apesar da importância da revisão do carro, não podemos esquecer que o motorista pode, sim, fazer algumas checagens. São procedimentos que devem ser feitos diariamente para saber se o funcionamento de algumas peças está ok.

Logicamente, são cuidados que não substituem a revisão completa, mas contribuem para a manutenção de alguns componentes e para o prolongamento da vida útil do veículo. São procedimentos como a calibragem dos pneus, verificação do nível de óleo, testes de faróis, setas, entre outros.

Quais os itens que devem ser observados na revisão do carro?

O ideal é ficar atento às condições de funcionamento de freios, bateria, motor, pneus e demais peças e sistemas que não estejam apenas ligados ao desempenho do carro, mas também à sua vida útil. Veja alguns dos itens que devem passar por revisão periódica!

Motor

Do motor, depende o funcionamento e o bom desempenho do carro de uma forma geral. Por isso, tudo que esteja ligado a ele requer uma observação reforçada, como o óleo que deve ser checado semanalmente e trocado, quando necessário.

Leia também:  Afinal, quem tem direito à isenção de IPVA? Descubra!

Alguns sinais podem apontar problemas com essa peça importante, como o surgimento de fumaça, barulhos, entre outros. Um diagnóstico precoce evita problemas mais sérios, como a fusão do motor.

Freios

O sistema de frenagem é parte fundamental da revisão do carro, com componentes que incluem fluido, pastilhas, tambor e disco.

Com a função de diminuir o tempo de frenagem, o fluido deve ser substituído pelo menos uma vez ao ano. Os demais componentes podem ser trocados, em média, a cada 20 mil quilômetros rodados em carros manuais, e a cada 10 mil quilômetros em caso de veículos automáticos.

É muito importante que, além de seguir a periodicidade de revisão indicada pelo fabricante, o proprietário procure seu mecânico de confiança sempre que o veículo demonstrar algum problema relativo ao freio, que pode ser ruídos, vibração no pedal, entre outros. Lembre-se de que o sistema de frenagem é parte essencial para a segurança do veículo e deve estar sempre em excelentes condições.

Pneus

Além da revisão indicada pelo fabricante, que recomenda o alinhamento e o balanceamento do veículo, os pneus devem ser checados a cada 15 dias, tendo em vista as péssimas condições das ruas e estradas brasileiras.

Essa manutenção colabora com a vida útil desses componentes. Além disso, se você perceber qualquer sinal de desgaste, proceda com a troca o quanto antes, uma vez que pneus carecas representam riscos para a segurança do motorista e passageiros.

Filtros

Com influência direta na vida útil do motor e no consumo de combustível, os filtros do motor têm como função evitar que as impurezas penetrem no componente e alterem seu funcionamento. Sendo assim, devem ser trocados no período indicado pelo fabricante do veículo.

Leia também:  Entenda as diferenças entre câmbio automatizado e automático

Sistema elétrico

A revisão do sistema elétrico verifica a iluminação interna, externa e a sinalização. Deve ser feita a cada seis meses ou se qualquer componente ligado a ele estiver falhando, o que pode estar também relacionado com a bateria do veículo.

Arrefecimento

O sistema de arrefecimento, composto por radiador, bomba, reservatório de água, mangueiras, ventoinha e fluido, deve ter sua revisão feita, em média, a cada seis meses em uma oficina especializada.

Vale ressaltar também que o ar-condicionado do veículo depende de um bom funcionamento desse sistema. Por isso, fazer as devidas manutenções é essencial para que tudo funcione com eficiência. Alguns sinais, como a presença de odores e possíveis vazamentos podem indicar problemas no arrefecimento.

Por fim, é importante destacar que os prazos de revisão do carro devem se basear nos períodos indicados pelo fabricante – para isso, basta consultar o manual do proprietário. No entanto, é importante ficar sempre atento aos desgastes sinalizados pelo veículo.

Gostou deste artigo? Deixe a sua dúvida ou comentário abaixo e participe da nossa conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2021 Blog Unidas Seminovos - Todos os direitos reservados