Created with Snap
car tuning

Car tuning: o que é, quais as vantagens e como fazer sem infringir a lei?

Não é novidade que os carros provocam um fascínio enorme em seus proprietários mais apaixonados. No entanto, encontramos aqueles que não se contentam apenas em ter aquele modelo tão sonhado – então, eles partem para a modificação para deixar o automóvel com a sua cara. Estamos falando da customização de veículos, o conhecido car tuning.

A prática do car tuning surgiu a partir de automóveis utilizados em filmes e jogos de videogames. Trata-se de uma personalização que modifica alguns aspectos visuais do carro e a potência do motor, mas, sobretudo, cumprindo algumas regras apontadas pela legislação.

Neste artigo, você vai entender como funciona essa prática e o que pode ser customizado em um automóvel de acordo com a lei. Continue com a gente e confira!

O que é o car tuning?

Quando se fala em carro tunado, entendemos que é aquele que sofreu algum tipo de modificação estética, ou seja, que foi customizado. A ideia é que, a partir do momento que houver alguma personalização, como modificação nas rodas, envelopamento, instalação de aerofólios, entre outros, já pode ser visto como um car tuning.

Na verdade, a customização pode ser feita tanto na aparência do veículo quanto na sua performance, com alterações na potência do motor. Em relação ao visual, as modificações são realizadas nas características originais do carro, como troca de cores, lanternas, dentre outras.

Quando a modificação envolve o desempenho do automóvel, são utilizados equipamentos que visam a melhorar a performance do veículo. Diante disso, o carro pode receber o turbo e a alteração nas entradas de ar do motor.

O fato é que existem muitas formas de fazer o car tuning em um veículo e, geralmente, o cliente já chega com as modificações que pretende fazer em mente. Apesar de o processo ser bem caro, alguns apaixonados adoram essa possibilidade de personalização.

Leia também:  Como tirar carteira de motorista? Saiba agora!

Quando surgiu?

Essa paixão já é bem antiga: ela surgiu nos anos 1910, período em que os automóveis passaram a ser produzidos em série. Como os modelos da marca Ford eram únicos com características idênticas, os consumidores sentiram a necessidade de dar um toque pessoal, tornando-os diferenciados — dessa forma, surgiu a prática de car tuning.

Com a expansão econômica que ocorreu após a Segunda Guerra Mundial, os veículos tunados ganharam popularidade entre pessoas de diferentes classes sociais. Com o passar do tempo, a paixão só foi ganhando mais força.

Como fazer car tuning com segurança?

Alguns itens e equipamentos dos carros têm a preferência dos consumidores para serem modificados com mais frequência. Veja como devem ser feitos de acordo com a legislação!

Motor

O desejo de aumentar a potência do carro está entre as principais modificações de quem deseja fazer o car tuning. Contudo, é importante ficar atento ao que manda a lei: ela permite que o aumento da potência do automóvel seja de, no máximo, 10%!

Pintura

Os proprietários mais discretos optam, igualmente, por cores mais discretas, como as foscas em tonalidades neutras. Por outro lado, há os que desejam chamar atenção e escolhem tons mais chamativos, além de quem opta por desenhos, como labaredas e grafites.

Alterações na pintura do veículo são permitidas pela legislação. No entanto, se a modificação for superior a 50%, será necessário fazer uma alteração na documentação do carro no Detran da cidade onde o veículo foi registrado.

car tuning

Pneus e rodas

A troca das rodas é uma das práticas mais comuns por quem faz o car tuning em um veículo. Além de garantir a customização perfeita nas rodas, que combine com o modelo do carro, permite pintá-las, tornando a personalização mais diferenciada.

Leia também:  6 dicas para viajar de carro com conforto e segurança

Alterações feitas nas rodas e nos pneus dos automóveis são as únicas que não precisam da autorização do Detran. No entanto, é preciso ficar atento, visto que não é permitido alterar o diâmetro das rodas de modo que fiquem fora dos limites dos para-lamas do veículo.

Sistema de som

Algumas pessoas não se contentam com um sistema de som simples no interior do veículo – quem busca fazer o car tuning quer muito mais em matéria de som. Os alto-falantes potentes são oferecidos em uma grande variedade de modelos; no entanto, deve ficar claro que é proibido por lei equipamentos de som que sejam audíveis no lado de fora do carro.

Iluminação

Para os mais extravagantes, a iluminação, assim como o desenho na lataria, é essencial para um car tuning completo. Com esse recurso, é possível alterar as luzes do painel do carro, acrescentar lâmpadas internas, além de modificar as cores. No entanto, é proibido por lei trocar os faróis; isso só pode ser feito na fábrica.

Altura

Esse é um dos primeiros aspectos a ser modificado. Os veículos tunados, geralmente, são rebaixados. No entanto, deve ficar claro que devem passar por uma avaliação do Inmetro, visto que os limites variam de acordo com a marca e modelo do carro.

Quais são as vantagens e desvantagens do car tuning?

Existem prós e contras ao tornar o carro personalizado de acordo com o gosto de cada proprietário. Veja!

Vantagens

A principal vantagem de tunar o carro é personalizar o veículo ao gosto do proprietário. Muitos compram um modelo mais barato e investem bastante na modificação. Para os mais aficionados, pode ser uma excelente experiência.

Leia também:  Como Saber Se Seu Carro Foi Clonado? Conheça as Nossas Dicas!

As modificações tanto na estética quanto na potência tornam o veículo único, sem que haja qualquer semelhança com os demais.

Desvantagens

O preço é a maior desvantagem na hora de customizar um carro. Trata-se de um investimento bem alto com peças e mão de obra que abrange um trabalho minucioso, que envolve desfazer e refazer tudo que é necessário para as personalizações.

A manutenção também é muito custosa, pois necessita de uma mão de obra diferenciada por causa das muitas alterações. A vida útil do veículo também é alterada, visto que, após a mudança, ocorre a sobrecarga de potência.

burocracia é outro fator negativo, pois, devido às várias mudanças, serão necessárias vistorias e emissão de documentos. Ações que demandam tempo e dinheiro e que dependem de aprovação junto aos órgãos de trânsito. Outro ponto negativo é que, apesar de tunar o carro, deixando-o veloz, ele só poderá rodar em pistas e autódromos.

Conforme observado neste conteúdo, pode ser bem agradável personalizar o automóvel de acordo com as suas preferências. No entanto, é necessário que você coloque tudo na ponta do lápis e verifique se há disponibilidade financeira para realizar o projeto de car tuning, já que seu custo pode ser alto.

Gostou deste post? Então, siga-nos no Facebook e fique por dentro de nossas publicações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2021 Blog Unidas Seminovos - Todos os direitos reservados